Auto Papo – O Processo de Desblindagem

Auto Papo – O Processo de Desblindagem

O aumento nos índices de criminalidade no Brasil, principalmente nas grandes cidades, faz crescer a procura por blindagens nos carros com aumento médio de 25% ao ano. Ao mesmo tempo que as blindagens se tornam mais frequentes, o processo de desblindagem caminha no mesmo sentido e começa a ganhar relevância, porém esse processo não é nada simples e tampouco barato.

Quem procura a desblindagem geralmente são donos de modelos seminovos blindados que querem devolver as características originais do carro, seja pelo peso extra que afeta o desempenho e o consumo, seja pelo custo elevado do seguro, pela dificuldade de revender o carro, uma vez que o blindado tem menor procura ou simplesmente pela falta de manutenção da blindagem, já que um veículo blindado tem que fazer revisões periódicas a cada 15 mil km, principalmente nos vidros.

O processo de desblindagem chega a ser até mais complexo do que o da blindagem. É preciso desfazer soldas, trocar portas e vidros, retirar as placas de aço colocadas na lataria e esconder os vestígios da blindagem que não podem ser eliminados. Todo esse processo custa até mais caro do que a blindagem chegando na casa dos 50 mil reais.

Devido a complexidade e ao alto custo, especialistas do setor não recomendam a desblindagem e são poucas as empresas que fazem essa reversão, mas se a pessoa estiver disposta a pagar por esse serviço, recomenda-se procurar a mesma empresa que fez a blindagem.

Devido a todos esses fatores, o dono de um carro blindado tem que analisar bem e colocar na balança se é vantajoso manter um carro blindado e usufruir de sua proteção ou desblindar e ficar vulnerável mas devolver as características originais do veículo e baratear a sua manutenção.

Crédito das fotos:
www.uol.com.br
www.correiodopovo.com.br

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *