Auto Papo – A triunfal história do Toyota Corolla

Auto Papo – A triunfal história do Toyota Corolla

No ano de 1966 surgia no Japão o Toyota Corolla para ocupar a lacuna entre o compacto Publica e o médio Corona. Inicialmente o Corolla era um pequeno sedã de duas portas projetado pelo engenheiro Tatsuo Hasegawa para ser um carro urbano de concepção tradicional, motor de 1,1 litro de 60 cavalos, tração traseira e interior simples e com espaço para cinco ocupantes.

Em 1967 o Corolla ganhou a opção de 4 portas e uma versão perua, ambas com o opcional do câmbio automático de duas marchas. Esse foi também o ano em que o primeiro exemplar foi exportado para a Austrália e logo em seguida outros para os Estados Unidos, o maior mercado consumidor do mundo. O Corolla contribuiu para que em 1974 a Toyota se tornasse a quarta maior fabricante de automóveis do mundo.

Em 1982 o Corolla atingiu a marca de 10 milhões de unidades produzidas, superando o seu rival Honda Accord. Nessa época as duas fabricantes nipônicas já dominavam o mercado norte americano fazendo frente as emblemáticas marcas locais como Ford, General Motors e Crysler, ou seja, os japoneses em pouco tempo impuseram suas marcas na terra do Tio Sam.

Em 1995 o Corolla conseguiu o título de automóvel mais vendido do mundo, posição que incrivelmente mantém até hoje mesmo com a enxurrada de SUV’s sendo lançadas em um ritmo nunca visto antes.

No Brasil o Corolla começou a ser vendido ainda importado do Japão em 1993, obteve números modestos, talvez ao seu preço elevado. Em 1998 foi iniciada a sua produção por aqui, mas com um design controverso que era inferior ao seu rival direto Honda Civic.

A grande revolução do modelo se deu em 2003 com um design revolucionário e direito até a ter como seu garoto propaganda o ator Brad Pitt e a música dos comerciais New Sensation da banda INXS. Essa geração pode ser considerada de ouro para o Corolla que vendia mais que ” pão quente na padaria”.

Em 2008 o Corolla ganhou outro face lift que o deixou mais robusto e competitivo frente aos rivais. De lá para cá a Toyota vem aprimorando o seu modelo de sucesso, sendo o mais relevante em 2018 quando ganhou uma versão híbrida com o direito a ser o primeiro carro híbrido flex do mundo que alterna um motor elétrico e outro que aceita etanol e/ou gasolina.

O Toyota Corolla contabiliza mais de 46 milhões de unidades produzidas nos seus 55 anos de existência e pode ser considerado um dos carros de maior sucesso mundial. Comprar um é certeza de ter um carro praticamente indestrutível, de alto valor de revenda e garantia que não deixará de ser produzido tão cedo. O Corolla é um fenômeno da indústria automobilística.

Crédito das fotos:

www.global.toyota.com
www.carblog.com.br

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *