Auto Papo – Novo Honda City e o fim de Fit e Civic

Auto Papo – Novo Honda City e o fim de Fit e Civic

Quem poderia imaginar que os soberanos e líderes de suas categorias por muitos anos Fit e Civic seriam aposentados pela Honda sem deixar um substituto direto? Pode parecer estranha essa notícia, mas a Honda está reestilizando o seu sedã médio City para substituir o Civic e lançará uma variação hatch para descontinuar a produção do Fit e tudo isso já no segundo semestre desse ano de 2021.

O novo Honda City chegará em sua terceira geração no Brasil e a sétima a nível mundial aparentando ter passado por mudanças sutis, mas na verdade quase tudo é novo. A Honda não arriscou um design radical ou totalmente novo, pelo contrário, o novo City ficou ainda mais conservador com a substituição de vincos na carroceria que exibiam mais ousadia por um design mais plano para não afastar seus clientes mais fiéis. Internamente o visual se manteve discreto apesar da adoção de um painel totalmente novo e o que mais merece destaque é a volta dos botões do controle do ar condicionado no lugar do painel digital touch screen do antecessor que era nada prático.

No quesito equipamentos, desde a versão de entrada o novo City trará ar condicionado automático, chave presencial, piloto automático, assistente de partida em rampa, DRL de led, controle eletrônico de tração e estabilidade, seis air bags e rodas de liga leve, ou seja, contará com o mínimo que um carro dessa categoria e que custará entre 80 e 100 mil reais deve ter.

Em relação a motorização, o novo Honda estreará no Brasil um novo 1.0 iVtec flex com turbo, injeção direta e duplo comando de válvulas variável que entregará 122 cv na gasolina e 130 cv no etanol. Esse motor já é oferecido no mercado tailandês e testes realizados por lá demonstraram que tem força suficiente para o uso diário tanto em estradas como na cidade, graças a sua elasticidade que não parece apagado em baixas rotações e nem sufocado nas altas. O câmbio a ser adotado será o já conhecido e confiável CVT, mas sem a confirmação se a Honda oferecerá também a opção da caixa manual.

Apesar da boa reputação da Honda no mercado mundial, inclusive no Brasil, essa aposta da montadora japonesa em dar a missão ao City de substituir os velhos e bons Fit e Civic parece um pouco arriscada e só o tempo dirá se vai lograr êxito nessa árdua tarefa.

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *