Auto Papo – Novo Jeep Compass

Auto Papo – Novo Jeep Compass

Logo quando foi lançada a sua segunda geração no ano de 2016 o Jeep Compass assumiu a liderança no mercado brasileiro em sua categoria e para não perder esse triunfo almejado pelas montadoras concorrentes a Jeep promoveu uma atualização estética e mecânica no seu carro chefe.

O Jeep Compass sofreu mudanças pontuais e interessantes a começar pela oferta de versões que agora oferece nove configurações diferentes, sendo cinco flex ( Sport, Longitude, 80 anos, Limited e Série S) e quatro diesel ( Longitude, 80 anos, Limited e Trailhawk) com preços que variam de R$ 139.990 a R$ 216.990.

A mudança mais discreta se deu no visual externo do Compass. Na dianteira, a tradicional grade com sete aberturas ficou mais estreita, o pára choque ganhou um design mais ousado, os faróis passaram a ser de Led em todas as versões, as luzes indicadoras de direção foram incorporadas aos faróis principais e as rodas de liga leve tem novo design que muda conforme a versão em tamanhos que variam de 17, 18 e 19 polegadas. Na parte traseira, as lanternas ganharam novo layout interno e na versão S há abertura do porta malas através de um sensor onde basta passar o pé sob o pára choque para acionar a abertura elétrica da tampa.

Uma mudança mais radical se deu na parte interna do novo Jeep com nova forração das portas, novo volante e console entre os bancos. O painel ganhou um conjunto horizontal com central multimídia flutuante que se destaca no console com tela de 8 polegadas na versão Sport e 10 polegadas nas demais versões. Todas possuem um aplicativo que conecta o carro a um celular ou assistente de voz e tem recursos como localizador do veículo, partida remota, pesquisa de locais de interesse, dentre outros que sempre são compatíveis com Android Auto e Aplle Car Play sem fio e carregador de celular por indução no console do carro.

A Jeep também alterou os motores do Compass. A versão Diesel 2.0 ganhou um novo sistema de tratamento dos gases do escapamento para redução de emissões com a injeção de um reagente químico a base de ureia chamado Arla 32. Na versão flex a Jeep substituiu o motor 2.0 Tigershrak aspirado de 166/159 cv pelo novo 1.3 litros Turbo de 185/180 vc com injeção direta de combustível e comando de válvulas variável que é mais eficiente, ou seja, tem mais desempenho, menor consumo e menores emissões que seu antecessor.

Com essas mudanças, o Jeep Compass tem grandes chances de continuar na liderança do mercado, mas tudo irá depender da concorrência principalmente da Toyota com o Corolla Cross que além de trazer o nome do carro mais vendido no mundo tem qualidades inquestionáveis.

www.revista4rodas.com.br
www.correiobraziliense.com.br

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *