Auto Papo – Ônibus Elétrico BYD D11B

Auto Papo – Ônibus Elétrico BYD D11B

Todos devem se recordar da frota de ônibus coletivos urbanos até o início dos anos 2000 compostos em sua maioria por veículos barulhentos e que poluiam o ar por onde passavam com suas fumaças negras. Os ecologicamente corretos ficam restritos aos trólebus, elétricos, muito raros, sobreviventes até hoje em algumas cidades como São Paulo, dependem dos fios que rotineiramente se soltam dos braços condutores de eletricidade dos ônibus e exigem habilidade do motorista para religá-los e escutar xingamentos por ter interrompido o trânsito.

Essa arcaica maneira de eletrificar os ônibus começou a mudar com a adoção de baterias modernas e o mais recente lançamento do primeiro ônibus articulado elétrico do país. Trata-se do BYD D11B produzido na cidade de Campinas (SP), desenhado em parceria com a empresa Marcopolo e terá as 12 primeiras unidades rodando na cidade de São José dos Campos, no interior de São Paulo, a partir de outubro.

O D11B possui quatro motores elétricos instalados diretamente nas rodas do eixo de tração. Cada motor gera 201 cavalos de potência, suficientes para impulsionar o ônibus que tem peso bruto total de 41 toneladas.

De uma extremidade a outra, o D11B mede 22 metros de comprimento, capacidade para 168 passageiros, todos os assentos possuem tomadas USB, há ainda ar condicionado com sistema de desinfecção do ar, tela de vídeo na dianteira, som ambiente e câmeras que substituem os retrovisores.

As baterias do BYD D11B são de fosfato de ferro de lítio que podem ficar alojadas no teto ou no piso do ônibus. Juntas elas têm capacidade de 553 kwh que garantem autonomia de 250 km e seu tempo de recarga é de 2 a 3 horas em uma tomada com tensão de 380 volts.

A Prefeitura de São José dos Campos estima deixar de emitir cerca de 400 toneladas de CO2 ( dióxido de carbono) no primeiro ano de operação do D11B e economizar cerca de 850 mil reais em combustíveis. Nesse mesmo período estima-se recuperar o investimento, afinal o BYD custa R$ 3.420.000, ou 1 milhão de reais a mais do que uma versão convencional movida a diesel.

Outras cidades poderiam seguir essa iniciativa da Prefeitura de São José dos Campos, afinal o investimento extra é recuperado em apenas 1 ano e uma cidade menos poluída traz mais qualidade de vida a população que ficará menos doente e consequentemente dará menos gasto ao sistema de saúde. A nós resta cobrar dos prefeitos investir nesse novo modal de transporte público.

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Um comentário em “Auto Papo – Ônibus Elétrico BYD D11B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *