Auto Papo – Jeep Commander

Auto Papo – Jeep Commander

Há tempos que a Jeep prometia um Compass de sete lugares e finalmente ele chegou, mas como um carro independente e de nome Commander, apesar de compartilhar a plataforma Small Wide, a mesma utilizada pelos Jeep Renegade e Compass e Fiat Toro. O SUV ainda ostenta a característica de ser o primeiro Jeep desenvolvido no Brasil sem a participação da matriz norte americana.

Em relação ao Compass, o Commander é 34,5 cm mais comprido (4,77 m), 4,3 cm mais alto (1,68 m), bitolas dianteira e traseira ampliadas em 4 cm e o conjunto de suspensões exclusivo para o modelo composto por Mc Pherson nos dois eixos. Seu espaço interno é generoso para todos os ocupantes, inclusive para quem viaja na terceira fileira de assentos, assim como seu enorme porta malas de 1760 litros com o rebatimento da segunda fileira de bancos, ou 661 litros em situação normal e ainda 233 litros quando a terceira fileira de bancos está armada.

A grande sacada da Jeep se deve ao fato de o Commander ser oferecido tanto na versão flex quanto na diesel. A versão flex será vendida entre R$199.000 reais na versão Limited e R$ 219.990 na versão Overland e concorrerá com o Caoa Chery Tiggo 8 ( R$ 185.990), Mitsubishi Outlander ( R$ 208.990) e Volkswagen Tiguan R-Line ( R$ 236.090). Já a versão diesel que custará R$280.000 concorrerá com o único SUV de sete lugares com motor turbodiesel, o Mitsubishi Outlander HPE-S 2.2 vendido a R$ 283.990.

O Commander Flex possui motor 1.3 GSE turbo de 185 cv atrelado ao câmbio automático de seis marchas que não sofrem com os 1.715 kg do carro. Seu sistema de freios é composto por discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira. Suas rodas são de 18 polegadas com pneus 225/50 que não comprometem o conforto de seus ocupantes. Seu painel é o mesmo do Compass com quadro de instrumentos de 12,25 polegadas e central multimídia U-Connect de 10,1 polegadas.

A sua versão diesel é movida pelo motor 2.0 Multijet que gera 170 cv de potência sempre em conjunto a um câmbio automático de nove marchas e tração 4×4, conjunto mais que suficiente para os 1.908 kg do carro. É equipado ainda com rodas de 19 polegadas calçadas em pneus 225/50, teto solar panorâmico, interior de couro marrom, sistema de som premium Harman Kardon, bancos elétricos, porta malas com sensor de presença e tomada de 127V.

O Jeep Commander chega ao mercado para ser mais uma dentre tantas opções disponíveis no segmento SUV, mas com os diferenciais do motor diesel e vasta lista de equipamentos de série, ou seja, promete ser um sucesso de vendas, assim como seus irmãos de fábrica Renegade e Compass.

Crédito das fotos:
www.instacarro.com.br
www.campograndenews.com.br

Um jovem com brilho de conhecimento de diversas áreas. Amante de automobilismo, aviação, motos e porque não dizer que tem uma inspiração de variados assuntos. Quem o conhece se encanta e sente nele um mundo que não é esse por sua pureza, educação e presteza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *